menu
Topo
Deu Match!?

Deu Match!?

Categorias

Histórico

Como uma mulher de 68 anos se livrou de golpe aplicado por namorado virtual

Deu Match!?

11/10/2018 04h00

Foto: Getty Images

Não é apenas nos aplicativos de pegação que você deve tomar cuidado. Os stories e as mensagens privadas do Instagram também são locais utilizados pelos usuários para a paquera. Mas até nestas redes sociais é preciso se preocupar com os fakes para não cair em golpes.

Perfis que aparecem do nada e curtem dezenas de fotos no Instagram não são incomuns, mas alguns deles buscam construir uma relação de confiança e afetividade, sempre com o objetivo de tirar proveito do usuário. Foi o caso de M.C., de 68 anos. Em agosto desse ano, ela pensou ter encontrado o amor de sua vida via Instagram e, se não fosse a família, a história teria acabado mal.

Veja também:

A aposentada recebeu a notificação de que um "soldado americano" a tinha adicionado na rede social de fotos. Likes daqui e dali e alguns comentários depois, a conversa foi para as mensagens privadas, e o gringo começou a galantear a senhora. "Ele dizia ser um soldado, americano, viúvo com um filho pequeno. Disse que estava em missão e que não podia dar muitas informações, mas que tinha adorado minha avó e que estava procurando alguém para completar a vida dele", conta a neta da vítima.

Os problemas começaram quando o tal soldado disse que precisava que a vítima entrasse em contato com o general dele, pedindo que ele fosse enviado para uma base no Brasil e que, para isso acontecer, ele precisava de dinheiro. "Eu não sabia que esse tipo de golpe acontecia de verdade, mas quando percebi que ela estava se preparando para enviar o dinheiro eu intervim, tentei esclarecer para ela que era tudo falso, que 'onde já se viu americano mandando mensagem em português', mas ela continuou acreditando que era real", relembra a neta.

Logo após o pedido de dinheiro, a neta bloqueou o perfil do soldado para a infelicidade da vítima, que culpou ela e toda a família de estar "espantando o amor da vida dela". Neste caso, a vítima não teve perdas. Mas o golpe não é novo.

Falsa fantasia

Em geral, os perfis falsos envolvem a vítima em um discurso que à primeira vista é muito convincente, e fazem a pessoa acreditar que uma relação amorosa é realmente o que sendo construído ali. Depois de ganhar a confiança, o pedido de dinheiro é feito, sempre para dar algum benefício ou melhorar a situação do golpista com a promessa de que assim ambos poderão ficar juntos. Para M.C., o romance era muito real, tanto que o perfil falso conseguiu a convencer de que eles eram almas gêmeas e que, por isso, os bens de ambos deveriam ser compartilhados.

"Eu penso até que ele lançou algum tipo de feitiço nela, porque na última semana em que ela falou com ele, ela estava muito estranha, e foi quando resolvemos dar uma olhada no quarto dela e percebemos que ela tinha reunido diversos documentos dos bens dela, e achamos no histórico do Google buscas sobre transferência de imóveis e coisas do tipo. Ficamos muito assustados" conta a neta.

Não acredite em tudo que lê

A primeira medida que deve ser tomada em casos de contatos virtuais com segundas intenções é conseguir o máximo de informações possíveis sobre o interlocutor, como amigos, lugares que frequenta, a profissão e cruzar os detalhes e dados fornecidos para ter certeza que eles não são apenas mentiras inventadas na hora da conversa. No caso de envio de fotos, é possível utilizar buscadores na web para tentar identificar a imagem enviada e encontrar o perfil ligado a ela.

Outra dica é não revelar nenhum dado pessoal para quem está do outro lado da tela, e tentar levar o romance para a vida real. Ainda assim, no encontro cara a cara é preciso tomar cuidado. Escolher um lugar público e permanecer cercado de pessoas é uma dica básica para dates que se originaram do mundo digital. Pegar carona também não é uma opção.

No caso de M.C., as coisas não acabaram da pior maneira. A família cortou todo o contato da vítima com o falso soldado e fez um pente fino nas redes sociais dela e reuniu todos os prints e conversas possíveis para denunciar o perfil fake, porém, pouco tempo depois, o pseudo soldado apagou todas os perfis que tinha.

A neta acredita que a carência foi o que levou sua vó a cair tão facilmente na fantasia. "Não sei se ela se sentia negligenciada por nós ou se era realmente falta de um parceiro ao lado, mas nunca imaginamos que as coisas pudessem chegar ao ponto que chegaram. Espero que em breve ela arranje um namorado, mas na vida real, mesmo", finaliza.

Sobre o blog

Notícias, curiosidades e muitas histórias de quem já se deu bem ou quebrou a cara nos apps de paquera.