PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Deu Match!?

"Íamos aos mesmos lugares, mas nos conhecemos no Happn e vamos casar!"

Deu Match!?

28/05/2018 04h00

Natália é de São Paulo (SP) e Gustavo mora em São Caetano do Sul (ABC)

"Nunca achei que fosse conhecer meu futuro marido". Era esse o pensamento dela ao usar um aplicativo de paquera pela primeira vez, quase dois anos atrás. Natália Ribeiro, 22, e Gustavo Basso, 25, se conheceram no Happn, deram crush, saíram para o primeiro date e nunca mais desgrudaram. Ao Deu Match!, eles contaram uma história de amor surreal.

"Trabalhávamos no mesmo bairro em São Paulo, no Itaim, tínhamos os mesmos hobbies e frequentávamos as mesmas festas e lugares". Só que os dois jamais haviam se cruzado. Até que baixaram o Happn e usaram a maravilhosa ferramenta de geolocalização.

O crush rolou, papo vai, papo vem, decidiram marcar um encontro. O primeiro date aconteceu no horário de almoço do trabalho. "Sugeri McDonald's, mas ele achou sem graça e preferiu marcar em um restaurante mais intimista. Ele estava tão empenhado em impressionar que apareceu de terno e gravata num dia que fazia um calor de matar. Ele nem trabalha assim", conta Natália, rindo.

Veja também

Era a primeira vez de ambos no mundo dos aplicativos. "Sempre achei que fosse uma coisa mais pegação", explicou Gustavo. Mas, se era esse o objetivo, não deu nem tempo: eles começaram a namorar depois de um mês, em junho de 2015. Enquanto se conheciam, foram descobrindo que, além de trabalhar perto um do outro e terem gostos praticamente iguais, ainda estudaram na mesma faculdade, fizeram o mesmo curso e passaram um bom tempo da vida esperando ônibus no mesmíssimo ponto.

O noivado veio em seguida: com um ano e quatro meses de namoro. Se der tudo certo com os preparativos, o casamento sai em outubro. "Gostamos até do mesmo nome de criança. O avô do Gustavo era Pedro. O meu, também". E é assim que o casal pretende chamar o futuro filho. Se isso não é destino…

Como se dar bem

Logo na primeira vez que usaram o Happn, praticamente viraram marido e mulher. "Tudo era muito propício para a gente se encontrar no dia a dia, mas só fomos nos conhecer na internet. Muita gente tem bloqueio em engatar um relacionamento sério com alguém que conheceu nos apps", diz ela.

Se ela tem dicas de sucesso? "Ser sincero e transparente são coisas essenciais, tanto para o date dar certo e ninguém sair machucado, quanto para a vida. Além disso, se desprenda dos preconceitos e esteja aberto para alinhar suas expectativas. Dali pode sair uma amizade, um namoro ou, quem sabe, até um noivado".

Sobre o blog

Notícias, curiosidades e muitas histórias de quem já se deu bem ou quebrou a cara nos apps de paquera.

Deu Match!?