menu
Topo
Deu Match!?

Deu Match!?

Categorias

Histórico

Encontro estranho: "O cara arrancou meu cabelo para fazer um trabalho"

Deu Match!?

2003-10-20T18:04:00

03/10/2018 04h00

Usuária do Tinder ficou assustada com a reviravolta em seu date (Foto: Pexels)

Ninguém imagina ir num date e sair dele sem um pedaço do cabelo, mas a administradora Raysa Reis, de 26 anos, é uma das poucas que pode dizer que já passou por essa experiência. Nessa de tentar conhecer um cara legal, ela quase virou alvo de um trabalho de magia negra.

Usuária antiga de Happn e PlentyOfFish, Raysa resolveu dar uma chance ao Tinder numa época em que todas as amigas estavam fazendo contas no aplicativo, em 2015. Como acontece normalmente, o like rolou de ambos os lados e o match se deu. No início, nada de anormal. "Foi tudo bem tranquilo. Ele pareceu ser uma pessoa bem de boa, inteligente, bonito, tinha um bom papo, quase um mister perfeição", relembra ela.

Veja também:

Raysa, que nunca curtiu muito o flerte virtual, acabou aceitando o convite do rapaz para sair mais por insistência de uma amiga, que ficou a pilhando para tirar a relação do virtual.

"Ele era um príncipe, e por isso mesmo não queria sair com ele. Fiquei achando que ele estivesse mentindo sobre quem era. De qualquer forma, resolvi arriscar", diz ela.

Do match até o primeiro (e último) date, foi pouco mais de um mês. Pessoalmente, tudo foi ótimo, pelo menos no início. Conversa vai, conversa vem, Raysa foi ficando mais relaxada até ser pega de surpresa. "Ele começou com uns papos, dizendo que gostou muito de mim e arrancou meu cabelo. Fiquei sem reação e sem entender o que tinha acontecido. Quando o questionei, ele disse que faria um trabalho para a gente ficar juntos. Achei que fosse brincadeira porque ele falou meio que em tom de deboche, mas daí, conforme ele continuava falando, eu percebi que era real", conta Raysa.

E daí, o que você faz quando percebe que o date com o boy dos sonhos é uma bela furada? "Disfarcei um pouco e pedi para ir embora. Depois disso, não queria nunca mais vê-lo ou falar com ele."

O rapaz não aceitou tão bem o fora de Raysa. Ele passou a ligar todos os dias para ela, ir até o trabalho da moça e ameaçá-la por mensagens, xingando-a. "Na hora do encontro, eu fiquei com medo, mas, por estar em um local público, eu achei que nada aconteceria comigo. Depois, fiquei assustada, porque ele ficou insistindo, até que, do nada, ele sumiu", relembra.

Se o rapaz fez o tal do trabalho, nunca saberemos, mas Raysa nunca mais o viu nem sente vontade de procurá-lo. Infelizmente, para a administradora que já não era muito fã dos apps, a experiência só incentivou a moça a deixar os aplicativos de lado. "Fiquei com aquele receio, e quando saí com outras pessoas sempre me certifiquei de ir em local público. Eu nunca tive muito saco para Tinder ou outros apps, mas depois de um tempo eu já dava uma desanimada", conta.

Hoje, Raysa não usa mais apps, e diz nem sentir falta.

Sobre o blog

Notícias, curiosidades e muitas histórias de quem já se deu bem ou quebrou a cara nos apps de paquera.