menu
Topo
Deu Match!?

Deu Match!?

Categorias

Histórico

Quais cuidados tomar com nudes nos apps de pegação?

Deu Match!?

07/11/2018 04h00

Nudes são comuns nos apps de relacionamento (foto: Pexels)

Quando o assunto é segurança digital, todo cuidado é pouco, ainda mais pensando em aplicativos de relacionamento. Recentemente, o aplicativo Couple Vow, que servia para que pessoas espionassem o celular do parceiro, sofreu um ataque hacker, revelando informações de mais de 1,7 milhão de usuários, incluindo dados pessoais e centenas de fotos, algumas bem picantes.

Não importa se são imagens completamente explícitas ou apenas ligeiramente reveladoras, o fato é que as chamadas "nudes" são bem populares por quem utiliza aplicativos de relacionamento, e o envio desse tipo de foto já é corriqueiro por grande parte de usuários, como sugere um estudo que diz que um em cada cinco usuários de celular enviam nudes.

Veja também:

Mas, com tantas situações de falhas de seguranças ou vazamento de fotos, as pessoas estão ficando com medo de mandar imagens mais reveladoras? Parece que não. A estudante Paula Holzer, de 22 anos, é adepta da prática. Embora ela já tenha conhecido uma moça que sofreu com vazamento de nudes, ela não descarta o envio de fotos do gênero, com alguns poréns. "Para enviar nudes, eu tenho que estar em algum tipo de 'envolvimento' com a pessoa, e ter interesse nela. É preciso ter criado uma certa confiança antes, senão é muito estranho receber imagens assim", explica ela.

O pensamento de Paula não é muito diferente de outros usuários. A questão é que existem muitos casos em que cenas de sexo e nudez são divulgadas por ex-parceiros sem o consentimento da vítima, o chamado pornô de vingança. No Brasil, a prática é considerada crime desde 24 de setembro, após a sanção de um projeto de lei que tipifica o pornô de vingança como crime.

Afinal, como se proteger?

Embora o usuário final não tenha muito controle sobre o sistema de segurança dos aplicativos, ele pode, sim, tomar algumas precauções para que o ato de enviar nudes não se torne um pesadelo. A consultora de relacionamento do Match Group, Marina Simas, lembra que aplicativos, em grande parte, proibem o envio de nudes em sua política de segurança, o que não impede os usuários de fazê-lo.

"O envio de nudes é popular porque, com o uso da tecnologia, ficou muito fácil filmar e fotografar tudo. O sexo virtual passou a ser uma prática comum e uma forma de viver o prazer com outra intensidade. Ainda assim, é preciso ter muita cautela porque a foto ou vídeo podem cair na rede e isso pode causar um dano muito sério", comenta a consultora.

Entre os cuidados que Paula toma na hora de trocar fotos íntimas está o envio de fotos sem rosto ou outras partes do corpo que sejam identificáveis. Também existem outros conselhos mais "radicais". Uma usuária americana do Facebook postou que uma maneira efetiva de garantir que suas fotos não vazem é colocar o nome da pessoa que receberá a nude na foto para que "se um dia vazar você saber de onde foi". A ideia teve milhares de retuítes no Twitter. Veja abaixo algumas dicas que facilitam uma boa troca de nudes:

1 – Esteja na vibe

Não faça nada que te deixe desconfortável. Se você não está a fim de mandar uma foto mais reveladora, não é a tentativa de achar uma pose provocante que fará você mudar de ideia.

2 – Saiba mais sobre o nível de proteção do smartphone do seu parceiro

A pessoa que está recebendo suas nudes usa senha no celular? Ela deixa o smartphone em local de fácil acesso para outras pessoas? Só ela usa o celular ou outras pessoas fazem uso do aparelho? Com as respostas destas perguntas em mãos, você será capaz de avaliar se é seguro, ou não, mandar fotos mais explícitas.

3 – Use a tecnologia para se proteger

Se você vai mandar nudes, conte com a tecnologia para adicionar uma camada de segurança no envio das fotos. Para usuários de iPhone, por exemplo, existe um app chamado Private que permite que você bloqueie a ferramenta de print e configure a exclusão automática da foto no celular de quem recebeu. No Android, o app Bleep segue o mesmo caminho.

Sobre o blog

Notícias, curiosidades e muitas histórias de quem já se deu bem ou quebrou a cara nos apps de paquera.