menu
Topo
Deu Match!?

Deu Match!?

Categorias

Histórico

Sem tempo para flertar? Existe um serviço que paquera on-line por você

Deu Match!?

14/11/2018 04h00

Mesmo os workaholics agora possuem uma opção para conseguir dates (Foto: Pexels)

A vontade de encontrar um amor pode existir, mas você tem espaço na agenda para investir nos crushes? Se a falta de tempo livre é um empecilho para que você encontre um par, talvez seja a hora de apelar para uma ajudinha, como o ViDA, serviço especializado em conseguir matches e deixar o pretendente pronto para o date.

A premissa do ViDA (Virtual Dating Assistants) é realmente terceirizar todo o processo de flerte, com o usuário apenas entrando nos momentos chaves da paquera, como encontros presenciais. A ideia do serviço surgiu da própria falta de tempo do fundador do serviço, Scott Valdez. "Em 2008, eu estava trabalhando todos os dias mais de 12 horas e eu não tinha tempo para flertar on-line. Porém, antes da minha vida ficar assim, eu tinha desenvolvido alguns métodos bem-sucedidos de paquera nos sites que eu usava. Assim, eu achei que valeria pagar alguém para fazer a troca de mensagens para mim usando os meus métodos. Depois, meus amigos começaram a pedir meu 'assistente de dates' emprestado e foi assim que nasceu o ViDA", relembra ele.

Veja também:

No mundo todo, o ViDA tem cerca de 5.700 usuários e o funcionamento é bem simples. Os experts do app são divididos em quatro equipes: matchmakers, escritores, assistentes e especialistas de foto. Depois de assinar o serviço, a equipe de matchmakers entrevista o usuário para entender melhor o perfil dele e da pessoa que ele quer conhecer. A partir daí, a equipe traça uma estratégia e escolhe qual app de relacionamento é melhor para o objetivo do cliente.

Uma vez que o app é escolhido, a equipe de escritores trabalha na criação do perfil, sempre levando em consideração a idade, personalidade da pessoa e área geográfica em que ela mora para escrever todos os conteúdos que farão parte do perfil. São eles também que fazem todo o flerte nas conversas.

O time de especialistas de foto são aqueles que escolhem quais imagens entram ou não no perfil do cliente, com conhecimentos em Photoshop e outras técnicas para deixar os usuários mais atraentes. Nos Estados Unidos, o ViDA tem até uma equipe de fotógrafos profissionais para capturar imagens dos clientes.

Paralelamente a tudo isso, o time de assistentes tem como missão escanear os apps de relacionamento procurando pretendentes compatíveis com o perfil procurado pelo cliente e iniciando conversas.

O profissional do ViDA recebe cerca de R$ 6,60 por cada telefone conseguido nas conversas.

Nem tudo é automático

Valdez também afirma que o ViDA possui outros elementos que ajudam os usuários a melhorar suas habilidades de flerte, como uma consultoria de imagem e sessões de coaching de relacionamento, serviços pagos à parte. "Todos os nossos clientes também recebem acessso complementar a um programa de 'primeiro encontro', que é uma série de vídeos estilo coaching que pode ajudá-los a aumentar o sucesso nos dates", conta.

Homens mais velhos e ocupados são o público principal do ViDA, mas as mulheres têm descoberto o serviço e, atualmente, há uma cliente feminina para cada dois masculinos. E engana-se quem pensa que os usuários utilizam a plataforma para sair com vários crushes. "A maioria dos nossos clientes não está procurando vários encontros. Eles querem relacionamentos sérios, e por isso são muito mais focados em qualidade do que quantidade. Nossos usuários geralmente já perderam muito tempo com paqueras on-line que não deram em nada. Assim, nós somos muito cuidadosos com quem escolhemos para nossos clientes se relacionarem. Mais de 70% dos usuários do ViDA encontram alguém especial nos primeiros três meses de uso", afirma ele.

O ViDA está disponível para usuários brasileiros, e os preços dos pacotes vão de R$ 1.700 a até R$ 5.000 dependendo da quantidade de features contratados. A boa notícia é que agora a falta de tempo não é mais desculpa para não encontrar um amor.

Sobre o blog

Notícias, curiosidades e muitas histórias de quem já se deu bem ou quebrou a cara nos apps de paquera.